O Heart Failure Summit Brazil ainda está disponível para acesso. Caso você não tenha participado, em breve poderá se inscrever para acesso on demand. Não preca esta oportunidade.


BEM VINDO AO GEDORAC

Bem vindo ao Grupo de Estudos de Doenças Raras com Acometimento Cardíaco. Criado em 2020 com o apoio da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e dos Departamento de Cardiologia Clínica (DCC) e do Departamento de Imagem Cardiovascular (DIC), nosso objetivo é difundir o conhecimento a respeito das cardiomiopatias genéticas raras frente ao crescente aumento do número de indivíduos diagnosticados no Brasil. Este cenário é resultado dos avanços tecnológicos que tornaram o estudo genético mais acessível do ponto de vista econômico e possibilitaram o desenvolvimento de terapêuticas medicamentosas específicas. Há, ainda, uma necessidade crescente de incorporação de conceitos de cardiogenética e de medicina de precisão à rotina clínica a fim de aumentar a qualidade das intervenções terapêuticas e, desta forma, modificar a evolução natural das doenças. O compartilhamento de experiências e a produção de conhecimento são fundamentais para este processo e para tanto contamos com a sua participação.



CORAÇÃO SANGRENTO – SÍMBOLO DO GEDORAC



Nome Científico:
Dicentra spectabilis

Nomes Populares:
Coração-sangrento, carro de Vênus, lyre flower

Família:
Fumariaceae

Categoria:
Flores Perenes

Clima:
Mediterrâneo, Subtropical, Temperado

Origem:
Ásia

Altura:
0.6 a 0.9 metros

Luminosidade:
Meia Sombra

Ciclo de Vida:
Perene

Apresentamos o símbolo deste grupo: Dicentra spectabilis ou Coração Sangrento é uma planta de cerca de 50 cm oriunda de regiões como o leste asiático, sul do Japão e Sibéria. É também conhecida pelos nomes de carro de Venus e lyre flower, prefere climas temperados e solos férteis. As flores são pendulares, em formato de coração e dispõem em grupos de 3 a 15 unidades. O formato de coração combinado com as cores vibrantes, originalmente rósea, branca ou avermelhada atrai os olhares e não permite que ela passe desapercebida nem mesmo ao indivíduo mais distraído. O cultivo pode ser realizado inclusive em vasos e a manutenção relativamente simples com adubação mensal. Apesar da aparência frágil, é planta perene e sua resistência aumenta com o passar das florações que costumam ocorrer na primavera e no verão.

Sua rara beleza e força de sobrevivência serve de inspiração ao GEDORAC. Foram longos anos de trabalho de divulgação do tema junto aos cardiologistas da SBC. Plantamos sementes de conhecimento ressaltando o papel do cardiologista no diagnóstico e manejo de cardiopatias genéticas raras. Agora colhemos como fruto este espaço para o refinamento dos conhecimentos, discussão de casos e estímulo à produção científica. E frente à complexidade de algumas patologias, esperamos poder estimular o trabalho interdisciplinar com as demais especialidades médicas e de suporte à saúde como enfermagem, fisioterapia, psicologia e terapia ocupacional. Que os corações acometidos por doenças raras não precisem sangrar para receber auxílio especializado e de alta qualidade!

REFERÊNCIAS: 1- Hodges, Laurie. "Bleeding heart: a review for growers." HortTechnology 22.4 (2012): 517-522. 2- Lopes, L. C., LOPES LC, and WEILER TC. "Light and temperature effects on the growth and flowering of Dicentra spectabilis (L.) Lem." (1977). 3- Link