ESQUINA CULTURAL

Como pode um aparelho de pressão em casa contribuir para a saúde de um indivíduo?


Vivemos uma época em que possuir um aparelho de medir a pressão em casa tornou-se uma realidade para milhares de pessoas. A tecnologia digital ajudou a desenvolver aparelhos robustos, precisos e de fácil manuseio por qualquer pessoa, e isto tem favorecido a aquisição de aparelhos para uso pessoal ou mesmo familiar.
 
Diante deste fato, algumas considerações devem ser feitas no sentido de uma melhor utilização desses aparelhos, uma vez que o seu uso sem uma orientação segura pode motivar ansiedade e o benefício tornar-se um malefício.

Vejamos algumas considerações que podem ajudar na escolha e no uso adequado de um aparelho para a realização de automedidas da pressão arterial (AMPA):

a) Ao comprar um aparelho de medir pressão — para automedidas — aconselhamos sempre que a escolha seja de aparelhos digitais, de preferência automáticos, e sempre que possível buscar a indicação de um profissional de saúde que conheça essa realidade e possa indicar uma marca reconhecida e validada;

b) Os equipamentos de pulso, embora sejam mais portáteis, e do ponto de vista visual mais atraente, são pouco confiáveis. O problema da altura do braço em relação ao coração pode ser vencido com uma tecnologia denominada de APS, que só permite o disparo automático quando o aparelho está situado na exata posição do coração;

c) O método oscilométrico utilizado para medir a pressão com aparelhos digitais facilita a técnica (em relação à complexa técnica convencional), mas não elimina determinadas exigências como: ambiente tranqüilo, posição sentada com o braço à altura do coração, bexiga vazia, pernas descruzadas e pés apoiados no chão, costas bem apoiadas na cadeira, não falar durante o procedimento e nem ter fumado nem se alimentado antes da medida (pelo menos 30 minutos); e

d) Antes de medir a pressão procurar ler o manual do fabricante e ter o domínio da técnica do uso do equipamento adquirido.

Marco Antônio Mota Gomes
Médico cardiologista
E-mail:
mota-gomes@uol.com.br

Voltar

Desenvolvido pela Gerência de Tecnologia da SBC - Todos os Direitos Reservados
© Copyright 11/08/2020 | Sociedade Brasileira de Cardiologia |
tecnologia@cardiol.br
 Busca